17 dez 2018

Bicicletas nos condomínios da região: os perigos e cuidados sobre duas rodas

Ecológica e saudável, a bicicleta é uma ótima opção para quem mora na Região do Lagos e não quer ficar preso no trânsito na hora de ir ao trabalho ou apenas relaxar ao dar uma volta pelos calçadões nas orlas das principais praias. Entretanto, ter uma bicicleta para quem vive em apartamento exige alguns cuidados especiais e atenção à algumas regras. Por exemplo, não circule com bicicletas na garagem entre os veículos. Guarde-as em lugar apropriado. Essa regra visa evitar acidentes e deve ser sempre respeitada. Transitar de bicicleta na área de garagem pode ser perigoso tanto para o ciclista como para outros motoristas. Utilize sempre o bicicletário correto e em caso de dúvida procure o regimento interno do prédio.

Uma dúvida bastante comum é se a bicicleta pode ficar na vaga da garagem junto ao veículo do proprietário. No caso das bicicletas é preciso estar atento ao regulamento interno de cada condomínio. O regulamento deve ser claro em relação ao uso correto da garagem. A regra geral em convenção diz que apenas um veículo pode ser utilizado em cada vaga. Por isso, esse uso também deve estar expresso na convenção e, em caso de estar definido o uso específico para guarda de veículos terrestres, ou seja, carros e motos, estará vedada a sua utilização para guardar objetos, bicicletas, colocar entulhos, entre outros itens.

E atenção! Nada de bicicletas abandonadas. Muitos condomínios enfrentam sérios problemas com o abandono das bicicletas que ficam acumuladas em um determinado local e nunca são utilizadas. Principalmente no caso de crianças, quando ganham de presente em datas comemorativas e brincam pouco. O mesmo vale para adultos que adquirem uma bicicleta com objetivos de economizar combustível, ter uma vida mais saudável ou mesmo apenas para lazer, e acabam abandonando o ideal com o tempo.

Por isso, reservar um espaço para estacionar as bicicletas, contribui para estimular esse hábito entre os moradores. Caso existam bicicletas abandonadas por muito tempo, a dica é mobilizar os proprietários para que façam uso do veículo ou, caso não tenham mais interesse, vendam ou façam uma doação para que não fiquem entulhando o pátio e acumulando sujeira.

Mas afinal, bicicleta no elevador: Pode ou não pode? Isso geralmente acontece quando o condomínio não conta com um local específico para guardar as bicicletas e geralmente tende a ser um assunto polêmico. O síndico não pode proibir o transporte de bicicletas no elevador. A bicicleta é como uma carga, um objeto como outro qualquer. O síndico não pode legislar sobre o que você leva ao seu apartamento.

O condomínio não pode restringir o transporte de objetos pelo elevador. Os devidos cuidados devem ser tomados, da mesma maneira que se transportar qualquer outro objeto. Caso aconteça algum dano no elevador devido ao transporte da bike, o condômino deve ser responsabilizado e deverá fazer o ressarcimento do prejuízo causado ao condomínio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOLICITAR PROPOSTA